Inquérito à alimentação na Escola Dom Martinho

Temos ouvido muitas histórias individuais em relação à comida no refeitório, sugerindo que existe um aparente problema na alimentação, mas o problema tem sido mesmo esse, o ser apenas aparente. As histórias têm sido ignoradas por serem individuais, sendo difícil aferir se o problema é geral ou é apenas uma esquisitice individual.

As crianças ou se queixam ou desistiram

Neste ano lectivo, perguntar a crianças arbitrárias da escola sobre alimentação leva a respostas surpreendentes, normalmente de dois tipos:

  • Crianças que simplesmente deixaram de comer no refeitório, mesmo quando a alternativa é mais trabalhosa como, por exemplo, ir comer ao ATL.
  • Crianças que continuam a comer no refeitório, mas que falam apaixonadamente sobre a comida, sobre as filas de espera e sobre as mesas pequenas. Em particular, há crianças a queixarem-se sobre a sopa que, segundo o preconceito habitual, seria simplesmente ignorada porque “as crianças não comem sopa”. É surpreendente ouvir um destes discursos apaixonados da boca de uma criança do 5º ano.

As obras e a crise vieram complicar o possível problema

Sabemos que há várias razões recentes que podem ter complicado as condições da alimentação:

  • As obras em curso na Escola Dom Martinho mudaram drasticamente as condições do refeitório, limitando o espaço físico e obrigando a comida a ser confeccionada fora da escola.
  • O desemprego e sub-emprego atingem cada vez mais famílias, tornando mais importante a refeição “segura” proporcionada pela escola. Informalmente, já durante o ano passado se começaram a ouvir histórias de crianças que comem menos em casa do que seria desejável.

Inquérito à alimentação na Escola Dom Martinho, Dezembro de 2011

O inquérito vai clarificar a situação e ajudar a escola

Sabemos que a escola tem a sua própria avaliação do refeitório e que tem informado as entidades responsáveis. Contudo, a escola não conseguiu até agora que a situação evoluísse de forma positiva.

Para averiguar de uma vez por todas se estamos na presença de um problema geral ou apenas de algumas queixas individuais, a APDM propôs-se fazer um inquérito à alimentação na Escola Dom Martinho, para o qual pediu a colaboração dos alunos (os principais interessados), dos pais, professores, e escola em geral.

O inquérito permite aferir se a comida servida no refeitório é adequada, quer em qualidade, quer em quantidade.

O inquérito pergunta também quem come onde, dando-nos pistas sobre a alimentação dos alunos em geral e, possivelmente, sobre os alunos que passam já por dificuldades alimentares.

Os questionários têm que ser distribuídos fora da escola

Para contornar a legislação que (muito correctamente) sujeita os questionários distribuídos nas escolas a um moroso processo de aprovação, mas que está pensada para controlar trabalhos de investigação universitária, este inquérito da APDM teve que ser distribuído fora da escola. Em particular, a escola não pode estar directamente envolvida na distribuição do inquérito. A assinatura do encarregado de educação no inquérito serve quer para validar o inquérito quer para ilibar a escola.

Distribuição

Com o apoio da Junta de Freguesia, a APDM imprimiu 1000 inquéritos. Após o esforço concentrado de 2 de Dezembro (Sexta-feira de manhã), a APDM distribuiu 948 dos 1000 inquéritos impressos.

Apelámos aos alunos e encarregados de educação que colaborassem com esta iniciativa da forma possível:

  • Ajudando na recepção e distribuição de folhas de inquérito. Se não receberam uma das folhas impressas, descarreguem e imprimam o inquérito em anexo.
  • Preenchendo e assinem as folhas de inquérito.
  • Entregando os inquéritos preenchidos ao director de turma ou a qualquer elemento da APDM.

Uma imagem que vale por mil palavras

Após anunciarmos o inquérito, recebemos o email abaixo de uma mãe que já tinha protestado junto da escola, sem obter resultados. E uma fotografia que vale por mil palavras.

Almoço no refeitório em 2011-11-30

Eu sou encarregada de educação de uma aluna que frequenta a Escola Básica 2,3 D. Martinho Vaz de Castelo Branco já fiz um protesto junto da direção da escola pela quantidade e qualidade das refeições servidas na cantina… dei como exemplo a refeição onde só foi servido um hamburguer… mas as coisas já se vinham a arrastar… e ultimamente (como podem ver na imagem, fotografia tirada ao prato servido na passada 4ª feira) as coisas continuam muito mal… quantidade é pouco, qualidade é nenhuma… sopa, não se pode comer, é um pouco de água com os legumes… a refeição principal além de má é pouca… Mas ainda temos outro problema… as funcionárias que servem as refeições são bastante “indelicadas” para os alunos, para não dizer outra coisa… ainda não vi o inquérito que a Associação de Pais está a fazer circular, mas podem contar com as respostas da minha filha e com a minha assinatura.

— Maria Caria

Demografia das respostas

Recebemos 73 respostas, das quais 60 (82%) estavam assinadas pelo encarregado de educação, com a seguinte representatividade:

Alunos Respostas A B C D E F G EE? Ontem?
146 22 (15%) - 15 - 7 - - - 17 (77%) 5 (23%)
164 10 (6%) 10 - - - - - - 10 (100%) 2 (20%)
164 19 (12%) 1 12 5 - - 1 - 15 (79%) 8 (42%)
153 19 (12%) 10 9 - - - - - 16 (84%) 6 (32%)
116 3 (3%) - - 3 - - - - 2 (67%) 0 (0%)
743 73 (10%) 10/34 60 (82%) 21 (29%)

21 alunos (29%) tinham almoçado no refeitório no dia anterior.

Existe a suspeita que nem todos os questionários preenchidos chegaram à APDM. Se entretanto chegar à APDM uma quantidade significativa de novas respostas, actualizaremos os resultados.

Onde tomaste as tuas refeições ontem?

Recebemos as respostas seguintes. Nem todos os alunos indicaram todas as refeições, e houve quem explicitamente indicasse “outro”, possivelmente um café ou restaurante perto da escola.

Ontem Não comi Em casa Trouxe de casa ATL Refeitório Bar Outro Total
Pequeno almoço 2 (3%) 71 (97%) 0 0 0 0 0 73
Meio da manhã 11 (15%) 6 (8%) 46 (64%) 0 0 9 (13%) 0 72
Almoço 0 34 (47%) 0 7 (10%) 25 (34%) 4 (5%) 3 (4%) 73
Lanche 2 (3%) 45 (63%) 15 (21%) 4 (6%) 0 5 (7%) 1 (1%) 72
Jantar 0 71 (99%) 0 0 0 0 1 (1%) 72

Ontem

Apenas 2 alunos (3%) referiram que não tomaram o pequeno almoço, mas 11 (15%) não comeram a meio da manhã. Cerca de metade dos alunos almoçaram em casa (alguns porque não tinham aulas à tarde). 25 alunos (34%) almoçaram no refeitório, enquanto 14 alunos (19%) almoçaram no ATL (10%), bar (5%) ou outro lugar (4%).

Quantidade de comida servida no último almoço no refeitório

Muitos alunos não preencheram os quadros referentes ao refeitório, porventura por nunca terem usado o refeitório ou por habitualmente não o usarem.

Recebemos as seguintes respostas em relação à quantidade de comida servida no refeitório. Vários alunos referiram que o pão não chega para todos.

Quantidade Suficiente Insuficiente Total
Pão 24 (50%) 24 (50%) 48
Sopa 32 (56%) 25 (44%) 57
Prato 30 (52%) 28 (48%) 58
Fruta/sobremesa 47 (81%) 11 (19%) 58

Quantidade

Em relação ao pão e ao prato principal, cerca de metade dos alunos (48%) considerou a quantidade insuficiente. 25 alunos (43%) consideraram também a sopa insuficiente embora, como veremos de seguida, a grande maioria (72%) a considere de má qualidade.

Qualidade da comida servida no último almoço no refeitório

Recebemos as seguintes respostas em relação à qualidade da comida servida no refeitório.

Qualidade Boa Razoável Não comi Total
Pão 10 (18%) 13 (23%) 6 (11%) 28 (49%) 57
Sopa 0 8 (13%) 43 (72%) 9 (15%) 60
Prato 4 (7%) 31 (51%) 26 (43%) 0 61
Fruta/sobremesa 36 (60%) 20 (33%) 2 (3%) 2 (3%) 60

Qualidade

28 alunos (49%) dos alunos referem não ter comido pão, mas alguns queixaram-se de raramente haver pão. Nenhum aluno considerou a sopa boa, e uma imensa maioria de 43 alunos (72%) considerou a sopa má. Em relação ao prato principal, a maioria considerou a comida boa ou razoável, mas houve 23 alunos (43%) que a consideraram má. Finalmente, a fruta ou sobremesa agrada à quase totalidade dos alunos; apenas 4 (7%) a considera má ou não a comeu.

Que gostaste mais ou menos no refeitório?

Classificando as 56 respostas abertas em relação às referências positivas ou negativas, chegamos à seguinte tabela:

Gostos Menos Mais
Pão -4 (7%) 1 (2%)
Sopa -41 (73%) 3 (5%)
Prato -18 (32%) 19 (34%)
Fruta ou Sobremesa -2 (4%) 36 (64%)

Gostos

Em resumo, a maioria dos comentários queixa-se sobre a sopa e elogia a fruta ou sobremesa. Em relação ao prato principal, os comentários dividem-se (um terço queixa-se, um terço elogia).

Há poucos comentários em relação ao pão, mas referem a sua escassez:

  • (5ºD) Já não havia pão.
  • (7ºA) Raramente há pão.
  • (8ºB) Quase nunca há pão, e no último almoço não havia.

Em relação à sopa, há uma grande quantidade de referências negativas, incluindo as seguintes:

  • (5ºD) Sopa que não presta é só água.
  • (5ºD) Sopa (a sopa da escola, em casa gosta).
  • (7ºA) A sopa nem se fala!!
  • (7ºB) Sopa (sabe a água dos pés).
  • (7ºB) Sopa (não tem sal).

Existem, contudo, algumas referências positivas à sopa:

  • (6ºA) Gostei mais da sopa.
  • (7ºC) Canja.

Em relação ao prato principal, as referências negativas incluem as seguintes:

  • (5ºB) Carne picada.
  • (5ºB) Batata, feijão, ovo e a sopa.
  • (5ºD) Batata cozida com peixe e com molho.
  • (5ºD) As batatas cozidas sabiam mal.
  • (7ºA) A carne estava salgada, a cenoura meia crua.
  • (7ºB) Feijoada com lombardo.
  • (7ºF) Do peixe.
  • (8ºB) Puré.
  • (9ºC) Sopa fria, hamburger cru e esparguete queimado.

Existem referências positivas em relação ao prato principal:

  • (5ºB) Gostei mais do frango.
  • (5ºB) Atum.
  • (5ºD) Batata cozida com atum e feijão.
  • (5ºD) Do atum.
  • (7ºA) O arroz é a única coisa que se aproveita.
  • (7ºB) Esparguete à bolonhesa, hamburger.
  • (7ºF) Frango e hamburger.
  • (8ºB) Frango e gelatina.
  • (9ºC) Croquetes com batatas fritas e gelatina.

Em relação à sobremesa, a maioria dos comentários diz apenas “sobremesa”. Contudo, há algumas referências específicas à gelatina e à fruta:

  • Gelatina, 7 referências positivas, 1 negativa.
  • Fruta, 8 referências positivas.

Finalmente, resta registar dois comentários mais gerais:

  • (6ºA) A alimentação no refeitório é péssima!
  • (7ºA) Da comida e de ficar meia hora com o tabuleiro na mão porque a funcionária não autoriza a pôr nos carrinhos. A auxiliar demora séculos a limpar um tabuleiro…

Porque almoçaste ontem no refeitório, ou porque não?

Em relação às razões para usar ou não o refeitório, temos as respostas de 21 alunos que almoçaram e de 48 que não almoçaram. Classificámos as razões por categorias:

Sim Não Soma
Sempre 6 -4 10 (20%)
Aulas 6 -5 11 (22%)
Casa 4 -5 9 (18%)
Tempo 3 -2 5 (10%)
Qualidade 0 -11 11 (22%)
Outro 1 -2 3 (6%)
20 -29 49

Porquê

Sempre 10 alunos (20%) almoçam sempre no refeitório ou sempre em casa. Por exemplo:

  • (5ºB) Porque não tinha mais nenhum sítio para almoçar.
  • (7ºB) Porque não tinha outra escolha.
  • (7ºC) Porque tenho SASE e tenho que comer.
  • (5ºB) Não comi nunca lá.
  • (5ºB) Nunca almocei na escola mas ouvi falar que é má.
  • (8ºB) Não, porque como sempre em casa.

Aulas 11 alunos (22%) usaram o refeitório por terem ou não aulas todo o dia. Por exemplo:

  • (7ºB) Porque tenho que almoçar, só às vezes é que como no bar.
  • (7ºC) Porque tive aulas das 8:15 às 19:00.
  • (8ºB) Porque tenho aulas à tarde.
  • (9ºC) Não tinha aulas à tarde.

Casa 9 alunos (18%) usaram o refeitório por terem ou não comida em casa. Por exemplo:

  • (8ºA) Porque não tenho almoço em casa.
  • (6ºA) Porque não tenho os meus pais em casa.
  • (5ºB) Porque os meus pais foram almoçar a casa.

Tempo 5 alunos (10%) usaram o refeitório por terem ou não tempo de ir a casa. Por exemplo:

  • (7ºB) Porque não tenho tempo nem transporte para ir a casa.
  • (6ºA) Não almoço na escola porque tenho sempre 90 minutos de almoço e vou almoçar a casa.

Qualidade 11 alunos (22%) deixaram de usar o refeitório por causa da qualidade da comida. Por exemplo:

  • (5ºB) Porque não gosto do almoço do refeitório.
  • (5ºD) Porque a comida não presta por sistema.
  • (7ºB) Porque esqueci-me de marcar a senha e a comida não é boa. E é insuficiente.
  • (7ºB) O meu educando não almoça no refeitório porque não é apelativo.
  • (8ºA) Porque acho que a quantidade é insuficiente, e às vezes a sopa é insonsa, ou muito salgada.
  • (8ºA) Não, porque a comida do refeitório, comparada com o almoço que tenho em casa, não é melhor.
  • (8ºA) Porque não tinha aulas à tarde e porque o comer é horrível.
  • (8ºB) Já não almoço no refeitório desde o 6º porque a comida sabe mal, não tem azeite nem sal, a comida não tem bom aspecto.

Outro 3 alunos referem razões distintas para almoçar ou não no refeitório:

  • (6ºA) Eu almocei porque precisava de ficar na escola para fazer um trabalho da aula de Inglês.
  • (7ºB) Porque quando eu lá vou comer e se digo que não gosto da sopa ou do prato e sou obrigado a comer o que não gosto.
  • (7ºF) Almocei no ATL.

Agradecimentos

Agradecimentos especiais:

  • Rui Morais (pai de um aluno do 7º), por ter dado uma ajuda decisiva na distribuição dos inquéritos à porta da escola.
  • Helena M. (aluna do 7º), por ter distribuido inquéritos a 7 turmas.
  • A todos os alunos que colaboraram activamente na distribuição, incluindo elementos da nova associação de estudantes.
  • Mariana Baptista, por ter colaborado de forma decisiva na codificação das respostas.
  • Álvaro Lourenço (pai de um aluno do 5ºD), por ter entregue pessoalmente 6 respostas em casa de um elemento da APDM.
  • Maria Caria, por ter enviado a fotografia que vale por mil palavras.

— Joaquim Baptista, Vítor Costa, Aline Lopes

Anexo

Inquérito à alimentação na Escola Dom Martinho
Inquérito distribuído aos alunos em Dezembro de 2011.

Comentários

  1. Potencialmente um problema antigo que agora se tornou premente, e que tentaremos resolver com mais informação.

    — Joaquim Baptista · 1 Dezembro 2011, 17:19

  2. Desejo agradecer a todos os alunos que de forma altruísta, permitiram a entrega rápida dos inquéritos. Agradeço à Helena M. que se disponibilizou para a entrega de inquéritos a sete (7) turmas, uma verdadeira heroína. Agradeço de forma particular ao Rui Morais, o verdadeiro motor de arranque para a entrega dos inquéritos, e ainda pela sua preciosa ajuda e companhia à porta da Escola Dom Martinho.

    O meu bem haja a todos

    — Aline Lopes · 2 Dezembro 2011, 18:22

  3. O meu bem haja ao Álvaro Lourenço, por ter posto em prática “Contar comigo”. A sua intervenção na entrega dos inquéritos foi muito oportuna. O dia a dia não é feito apenas de grandes obras. Mesmo nos mais pequenos actos podemos fazer toda a diferença.

    — Aline Lopes · 18 Dezembro 2011, 12:58

  4. Boa noite, sobre a alimentação os meus filhos deixaram de comer na escola ou quando têm que ficar na escola na hora de almoço, eles vão ao Bar. Nunca mais almoçaram no refeitório porque para além da QUANTIDADE é a QUALIDADE, a sopa sem sal, não há azeite para temperar o peixe cozido. Bem espero que tudo isto venha a melhorar, pois o meu educando entrou este ano para o 5º e ainda têm muitos anos pela frente. Bom Ano para todos

    — Maria Manuel · 28 Dezembro 2011, 22:07

  5. Apelamos a todos os Directores de Turma que tenham “Inquéritos à Alimentação“ em seu poder, que os entreguem na sala 10 (APDM) até sexta feira dia 6/1/2012, bem como aos alunos que não o tenham preenchido o possam ainda preencher e entregar, de forma a que se possam actualizar os resultados.

    Será o teu e o meu “Inquérito“ que farão toda a diferença.

    Sê participativo!

    — Aline Lopes · 3 Janeiro 2012, 11:02

  6. Martha Payne, uma rapariga escocesa de 9 anos, atraiu 2 milhões de leitores ao seu blog que documenta os almoços na escola, mas foi forçada a abandonar o projecto depois do órgão supervisor local a proibir de tirar fotografias à comida na escola. A escola, no entanto, apoiava o projecto.

    Conseguiu, no entanto, que no seu refeitórios os alunos passassem a poder comer toda a fruta e salada que quisessem.

    Está também a apoiar o projecto Mary’s Meals, que proporciona almoços na escola a crianças que de outra forma não poderiam frequentar a escola.

    Blog: http://neverseconds.blogspot.co.uk/

    Notícia em inglês: http://www.theregister.co.uk/2012/06/15/council_ban_school_dinner_blog/

    Contribuir para Mary’s Meals (leiam os comentários): http://www.justgiving.com/neverseconds

    — Joaquim Baptista · 15 Junho 2012, 14:09


(original em apdmartinho.pt)

blogroll

social