19º Festival Diocesano da Canção Cristã

O XIX Festival Diocesano da Canção Cristã (da Diocese de Lisboa) decorreu em 27 de Setembro em Torres Vedras, no pavilhão multi-usos da ExpoTorres, perante 750 pessoas. O grupo vencedor irá a Fátima no dia 6 de Dezembro representar Lisboa a nível nacional.

O festival foi organizado pelo Serviço da Juventude do Patriarcado de Lisboa. Citando o regulamento, o festival tem como objectivos:

  • Incentivar a criação poético-musical como expressão da fé cristã
  • Promover a canção cristã como instrumento de evangelização
  • Possibilitar um encontro dos jovens da Diocese de Lisboa com Cristo e entre si.

A organização do festival demonstrou sabedoria na forma como tentou evitar tempos mortos e enquadrou os concorrentes:

  • O festival começou com a reposição do grupo da Amadora que ganhou em 2013, mostrando a qualidade que os grupos deveriam atingir.
  • Cada música a concurso foi precedida pela exibição de um vídeo criado pelos próprios concorrentes, com um máximo de 3 minutos. O vídeo disfarçou o tempo necessário para montar instrumentos e microfones, mas também permitiu a cada grupo apresentar os seus elementos, contar a sua história, ou passar a sua mensagem.
  • A iluminação absolutamente profissional (a cargo da Infrasom) também criou um ambiente profissional para os grupos.
  • O Movimento Juvenil de Massamá apresentou rábulas em quatro momentos diferentes. Ajudou a criar contexto no início (dizendo o que é que o festival não era), ajudou a evitar o ridículo dos concorrentes (não se ponham a mandar beijinhos para 40 pessoas diferentes), e ocupou tempo à volta do intervalo (criando espaço para o júri decidir).
  • Depois do intervalo actuou o grupo Laetare, um grupo veterano que ganhou o festival diocesano de 2007 e acabou de lançar um CD, mostrando que o festival pode servir como rampa de lançamento para outros voos.
  • Antes da distribuição de prémios, a Comunidade Vida e Paz deu a palavra a um dos seus casos de sucesso (um sem-abrigo que foi ajudado a ganhar uma segunda vida), e recolheu um litro de leite de cada concorrente. A lembrar que a caridade é mais importante que a vitória, ou que a vitória deve servir para propagar a caridade.
  • Os prémios de participação são objectos simbólicos feitos pelos utentes da Comunidade Vida e Paz. Os prémios e recordações foram elaborados pela CERCICA, a CERCI de Cascais.

À entrada a bilheteira distribuiu um guião que também serviu de bilhete. O guião tem informação detalhada sobre os concorrentes, incluindo a letra das músicas.

Existe pouca informação complementar disponível. Por exemplo, o guião apenas indica os nomes dos membros do júri. Embora os apresentadores tenham lido informação detalhada sobre os membros do júri, essa informação não foi publicada, e nem toda foi gravada. O festival segue a tradição oral. Ou ouviste, ou tivesses ouvido.

Alguns dos grupos concorrentes têm uma qualidade superior, especialmente visível no entrosamento das vozes. Diria que têm músicos profissionais, ou com ambições disso. Qualquer das situações está de acordo com o regulamento.

Concorrentes e prémios

Concorreram 12 vigararias (informação retirada do guião distribuído à entrada):

  1. Mafra (paróquia Ericeira): “Como o Mar que Toca o Céu”
    • Letra: Ana Müller
    • Música e intérpretes: Miguel Pimenta, Ana Freitas-Branco, Rúben Rodrigues, Maria Müller.
    • Prémio: Melhor letra.
  2. Loures/Odivelas (paróquia Odivelas): “Onde Estás?”
    • Letra e música: Miguel Campos.
    • Intérpretes: Miguel Campos, Válter Ferreira, Ana Campos.
  3. Sintra (paróquia Rio de Mouro): “Sem Caridade Nada Serás”
    • Letra, música e intérpretes: David Honório, Tiago Santos, Tiago Martins, Miguel d'Oliveira, Pedro Silva, Rui Filipe.
    • Prémio: 3º lugar.
  4. Sacavém (paróquia Bobadela): “Trilhos”
    • Letra, música e intérpretes: Miguel Morgado, Inês Campos, Diogo Salgueiro, Catarina Carrola, Rita Neves.
  5. Cascais (paróquia Tires): “Mais Além”
    • Letra: Catarina Neves.
    • Música: João Gens, Diogo Pereira.
    • Intérpretes: Catarina Neves, Catarina Esteves, Alexandra Belchior, Carla Sofia, João Gens, Diogo Pereira, Jaime Serras.
  6. Vila Franca de Xira/Azambuja (paróquia São João dos Montes): “Dom da Caridade”
    • Letra, música e intérpretes: Ana Pequito, Carolina Monteiro, João Tiago Pequito, Miguel Gaspar, Paulo Gaspar, Rui Rodrigues.
  7. Lisboa IV (paróquia Campo Grande): “Fazer (Vi)Ver”
    • Letra e Música: Jorge Sabino, Maria Fernandes.
    • Intérpretes: João Gonçalves, Leonor Ribeiro, Paulo Gomes, Jorge Sabino, Maria Fernandes.
  8. Lisboa III (paróquia Ajuda): “Fé e Caridade”
    • Letra: Cátia Fernandes, Ana Martins, Ricardo Cerejo.
    • Música: Cátia Fernandes, Diogo Quintela.
    • Intérpretes: Cátia Fernandes, Ana Martins, Diogo Quintela, João Pinto, Pedro Alves, Ricardo Cerejo.
    • Prémios: 1º lugar, Melhor música, Melhor interpretação.
  9. Amadora (paróquia Amadora): “Acredita, Sê Mudança”
    • Letra: Ana Afonso.
    • Música: Eduardo Vidal, Nuno Campos, Ricardo Oliveira, Tomás Guerra.
    • Intérpretes: Eduardo Vidal, Inês Galvão, Marta Pinto, Nuno Campos, Ricardo Oliveira, Tomás Guerra.
  10. Alenquer (paróquia Olhalvo): “Amar sem Limites”
    • Letra e música: Ana Francisca André, Catarina Gamboa, Inês Henriques, Maria Catarina Dias, Ricardo Costa, Romana Esteves.
    • Intérpretes: Ana Francisca André, Catarina Gamboa, Inês Henriques, Maria Catarina Dias, Ricardo Costa, Romana Esteves, Roberto Gamboa.
  11. Alcobaça/Nazaré (paróquia Alfeizerão): “Tua Vontade se Faça em Mim”
    • Letra: Filipa Marques.
    • Música: Filipa Marques, Diogo Amaro.
    • Intérpretes: Diogo Amaro, Maria Moutinho, Beatriz Gonçalves, João Feliciano, Filipa Marques, Joana Gonçalves, Ana Tempero.
    • Prémio: 2º lugar.
  12. Lisboa II (paróquia Olivais): “Deus em Ti”
    • Letra, música e intérpretes: Sara Carvalho, Diana Campelo, Maria Guilhermina, Francisco Moitinho, Manuel Maggessi, Marta Campelo.

Os prémios foram atribuídos pelo seguinte júri:

  • Pe. Fernando Escola
  • Laurinda Alves
  • Margarida Patrocínio
  • Luís Carlos Peleira
  • Joel Leal.

Transmissão em directo

O departamento de comunicação do Patriarcado de Lisboa filmou o espectáculo, que foi transmitido em directo via Internet e disponibilizado mais tarde no Sapo. A transmissão inclui entrevistas nos bastidores após cada actuação.

Participação do grupo de jovens “Rumo à Vida”

A vigararia de Vila Franca de Xira e Azambuja nunca tinha participado no Festival Diocesano da Canção Cristã. Este ano, o pároco de Alhandra e São João dos Montes desafiou o grupo de jovens “Rumo à Vida” a concorrer. Perante a falta de outros candidatos (incluindo na Póvoa de Santa Iria), acabaram por representar a vigararia.

Como o regulamento do festival impunha um máximo de sete elementos em palco, só metade do grupo (habitualmente com 14) é que pôde participar no festival. Entre eles, criaram a letra, a música e o vídeo de apresentação.

No festival, não desapontaram, no sentido em que mostraram o que sabiam tocar e cantar. Mas o grupo é composto por auto-didactas, fundado a partir das aulas de guitarra dadas gratuitamente pelo Hugo Moisés Vicente, na altura presidente da Junta de Freguesia de São João dos Montes e colaborador da paróquia. É a prova que um pouco de boa vontade pode ir muito longe.

O mais importante é que viemos aqui espalhar esta mensagem que Jesus Cristo nos pediu para espalhar.
— Miguel Gaspar.

Na primeira fila do público encontra-se uma pequena claque composta por namorados e familiares, empunhando cartolinas e uma faixa meticulosamente pintada por todos os elementos do grupo, incluindo os que não puderam participar.

Eis a letra da canção que cantaram, de novo retirada do guião distribuído à entrada do festival:

“Dom da Caridade”
Letra e música: Ana Pequito, Carolina Monteiro, João Tiago Pequito, Miguel Gaspar, Paulo Gaspar, Rui Rodrigues.

Num caminho escuro trilhado
Perco a vida nesta imensidão
A Solidão, invade-me a Alma
Triste e confuso está o meu coração

Quero libertar-me desta ansiedade
de viver num caminho sem amor
Eis que surge, uma luz me abraça
Luz de esperança Luz de verdade… oh oh oh

É o teu Espírito… Senhor
a actuar na minha vida,
Fruto de caridade e de Amor
Serei teu discípulo, em cada momento
Anunciar-te ao meu irmão

Viverei segundo a tua Vontade
A glória do teu nome vou espalhar
serei Homem Novo, livre no mundo
Outros corações irei inquietar

Ao meu irmão darei a conhecer
a bondade da tua palavra
olhai o Dom, da fé que me invade:
O Amor de Jesus… a caridade

Seguirei o Teu Caminho
Viverei o teu Amor
Dás Alegria, à minha vida
Obrigado/a… Senhor

Fotografia

Tirei 434 fotos, escolhi 202. Creio que as fotos mostram mais o excelente trabalho de iluminação da Infrasom que o meu.

Comecei a noite com a objectiva grande-angular de 20mm f/2.8 USM, tirando fotografias ao espaço e ao ambiente dos espectadores. Mas depois, usei quase exclusivamente a 70-200mm f/4L IS USM, sentindo um enorme prazer na fiabilidade da lente. No intervalo, usei a 24-105mm f/4L IS USM mas, com a pouca luz que estava, devia ter usado a 40mm f/2.8 STM (que ficou demasiado longe, no saco).

Em retrospectiva, não devia ter deixado a 50mm f/1.4 USM em casa. Teria feito a diferença a fotografar o público, frequentemente muito pouco iluminado.

Referências

Fotografias oficiais
124 fotografias de Filipe Amorim no Flickr do Patriarcado de Lisboa.
XIX Festival da Juventude
Página do Serviço da Juventude do Patriarcado de Lisboa dedicada ao festival de 2014.
Regulamento do festival
Regulamento do XIX Festival Diocesano da Canção Cristã, descarregado do site do patriarcado.
Comunidade Vida e Paz
Em 2013, 609 voluntários percorreram 38.427 kilómetros para distribuir 190.320 ceias a uma média de 520 pessoas sem abrigo. Tentaram reabilitar 463 pessoas, e viram 128 residentes concluir o programa de reinserção.
Movimento Juvenil de Massamá
Apresentadores do festival e responsáveis pelas rábulas.
Laetare
Clara Raimundo (voz) e Pedro Marques (guitarra). Vencedores do Festival de 2007 pela vigararia da Reboleira. Lançaram em 2011 o CD de originais “Ao Teu Sopro”. 91 869 3395.
Infrasom Produções Audiovisuais
Luz e som profissional. Rua Nova, 2640-730 São Miguel Alcainça. 21 986 2198.
CERCICA
CERCI de Cascais, elaborou os prémios e as recordações para os apresentadores.
Serviço da Juventude
Serviço da Juventude do Patriarcado de Lisboa.

blogroll

social